CHEFCHAOUEN



Chefchaouen cidade azulChefchaouen cidade azul: a queridinha de viajantes e fotógrafos do mundo todo que buscam a beleza de suas construções azuis e a calmaria de seu ar de cidade do interior, é carinhosamente chamada de Chaouen pelos locais. Vilarejo fundado em 1471 pelo povo berbere da região para barrar a expansão dos portugueses, logo cresceu com a chegada dos mouros e judeus fugidos da inquisição espanhola.

Localizada sobre as montanhas do Rife (em francês Rif), a aproximadamente 250 km ao norte de Rabat, a “Pérola Azul do Marrocos”  possui paisagens bucólicas e arquitetura bem diferente de tudo que você já viu. Suas ruazinhas,  vielas e casas pintadas de azul, chamam a atenção dos turistas e fazem com  que seja uma das cidades marroquinas mais visitadas.

Uma das teorias sobre o porquê da pintura azul, é de que os judeus o fizeram por causa de uma antiga referência religiosa, segundo a qual a cor azul está associada ao divino, ao paraíso. Outra versão, mais prosaica, diz que a pintura na cor azul afasta os mosquitos….. Enfim, o fato é que os habitantes ainda seguem a tradição e, com o sucesso obtido pelas fotos instagramáveis que possibilita, toda a cidade aderiu e frequentemente renovam a pintura de suas casas e ruas.

O que fazer em Chefchaouen – principais atrações

  • Caminhar pela Medina (cidade antiga)

Andar sem rumo e perder-se pelas ruazinhas estreitas, azuis e cheias de lojinhas de artesanato é uma das melhores coisas para se fazer em Chaouen. Principalmente porque, diferente do que acontece nas grandes Medinas como Fez e Marrakech, aqui você pode andar tranquilamente, apreciando as belezas das vielas e dos produtos locais, já que os vendedores da região são bem mais tranquilos..

  • O Kasbah

Essa fortaleza do Séc. XV foi  um dos primeiros prédios a ser construído quando da fundação do vilarejo, servindo para proteção contra ataques e invasões. Atualmente transformado  em um museu etnográfico, abriga um pequeno jardim e uma galeria de arte. Do alto da torre você pode ter uma linda vista da Medina.

  • Praça Uta el-Hammam

Os moradores locais dizem que vc pode se perder sem medo, pois todos os caminhos da pequenina cidade levam à Praça, que fica bem em frente ao Kasbah e é cheia de restaurantes e lojinhas de artesanato. Ótimo local para almoçar ou relaxar tomando um bom whisky berbere (chá marroquino), enquanto observa o vai e vem de pessoas.

  • Nascente d’água Ras el-Maa e lavanderia pública

No alto da Medina, próximo ao portão leste, fica a nascente Ras el-Maa e pequenas quedas d’água, local muito popular entre os locais, que no verão vem usufruir do ambiente fresco.  É também aqui que as pessoas vêm recolher água para consumo doméstico, inclusive para beber, e onde as mulheres lavam a sua roupa na lavanderia pública.

  • Mirante da Mesquita Espanhola

Para encerrar o dia, vale subir a trilha até a Mesquita Espanhola para apreciar o pôr-do-sol e na sequência ouvir o chamado para a última oração do dia. A trilha fica na parte alta, próxima à nascente d’água Ras el-Maa. Um pouco mais de 1km de subida e chega-se ao topo da colina, com privilegiada vista panorâmica da “golden hour” sobre  Chaouen.

  • Cascatas d’Akchour e outras dos arredores

Para o viajante que gosta de natureza, e tiver disponibilidade para ficar mais dias, vale explorar as montanhas do Rife nos arredores de Chaouen, suas cachoeiras e o Parque Nacional Talasemtane, uma área protegida com 580 km² que disponibiliza ótimas trilhas para caminhada com acesso a aldeias charmosas e mirantes naturais.

https://forecast7.com/en/35d17n5d27/chefchaouen/?unit=us